13 Jan

DEN avalia estado de mobilização da categoria

Publicada em: 13/01/2022

Por Claúdia Machado
Edição: Lourdes Marinho

Em reunião virtual realizada nesta quarta-feira, 12 de janeiro, a Diretoria Executiva Nacional (DEN) do SINAIT avaliou as ações do estado de mobilização permanente da categoria, aprovado em Assembleia Geral Nacional, em 29 de dezembro.

Os diretores demonstraram que estão confiantes na mobilização da categoria, com a entrega de um número expressivo de cargos de chefia e coordenação por Auditores-Fiscais do Trabalho, em protesto pela reestruturação da carreira.

“A entrega desses cargos demostra que os colegas estão indignados com a falta de valorização da carreira. Até agora, mais da metade dos cargos comissionados foram entregues”, disse o presidente do SINAIT, Bob Machado, ressaltando que esta foi a primeira ação do estado de mobilização da categoria.

O dirigente do SINAIT lembrou que embora seja um período em que muitas pessoas estão de férias, os trabalhos junto às autoridades competentes continuam com força total. Para tratar da regulamentação do Bônus de Eficiência e Produtividade, o SINAIT está fazendo contatos para garantir agenda com o ministro do Trabalho e Previdência, Onyx Lorenzoni, com o secretário-executivo do Ministério da Economia, Marcelo Pacheco dos Guaranys, com a Casa Civil dando andamento ao pleito da categoria.

De acordo com a diretora do SINAIT, Rosa Jorge, a regulamentação do Bônus é um compromisso firmado pela Administração, desde 2016, e que ainda não foi inteiramente cumprido. “Foi necessária muita luta e muito empenho do SINAIT e da categoria para esse acordo se transformar em uma Medida Provisória e, depois, muita luta para se transformar em lei. Seguimos lutando para que seja regulamentado”, ponderou.

Já o vice-presidente do Sindicato, Carlos Silva, alertou que o Bônus é uma conquista, que precisa de regulamentação e que a luta do Sindicato e da categoria é para uma reestruturação da carreira, com realização de concurso público e valorização.      

Conquistas

Durante a reunião, os diretores lembraram que as conquistas do Sindicato em 2021 só foram possíveis por meio da união e luta da categoria. Entre essas conquistas estão o incremento de R$ 5,5 milhões no orçamento da fiscalização para 2022, a volta do Ministério do Trabalho e a criação do Domicílio Eletrônico Trabalhista, uma antiga reivindicação do SINAIT, entre outras.