21 Fev

Boletim Semanal nº 452, 17 a 21 de fevereiro de 2020

Publicada em: 21/02/2020

 

Em audiência, presidente do SINAIT ressalta impropriedades da MP 905

“A MP 905 fere de morte a Inspeção do Trabalho no Brasil. Sem a fiscalização, nós não podemos transformar realidades”, destacou Carlos Silva, presidente do SINAIT, durante audiência pública na Comissão Mista que analisa a Medida Provisória – MP nº 905/2019, que cria o Contrato de Trabalho Verde e Amarelo. Além disso, o texto traz artigos que interferem na autonomia da Inspeção do Trabalho no Brasil. Os debates foram mediados pelo senador Sérgio Petecão (PSD-AC), presidente da Comissão, e pelo deputado Christino Áureo (PP-RJ), relator da MP 905, e ocorreram, no dia 18 de fevereiro, no Senado Federal, em Brasília (DF). De acordo com Carlos Silva, a MP 905/2019 traz em vários artigos medidas que prejudicam e ferem de morte a Fiscalização do Trabalho no Brasil. Para ele, a extinção do Ministério do Trabalho facilita a adoção dessas medidas e fragiliza a fiscalização e a proteção aos trabalhadores. “O contexto onde a estrutura governamental se dedicaria a garantir o cumprimento efetivo dos direitos trabalhistas deixou de existir no Brasil, de maneira que, com a MP, abre um caminho para uma vida de maior sofrimento para os trabalhadores”.

Saiba mais aqui.

 

No Senado, Alex Myller denuncia que MP 905 interfere na Inspeção do Trabalho

Em audiência pública na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa – CDH do Senado, o Auditor-Fiscal do Trabalho e delegado sindical do SINAIT no Piauí, Alex Myller, denunciou a intervenção direta da Medida Provisória – MP nº 905/2019 nas atribuições dos Auditores-Fiscais do Trabalho, além de provocar mais prejuízos ao trabalhador brasileiro. O debate foi mediado pelo presidente da CDH, senador Paulo Paim (PT-RS), no dia 17 de fevereiro, na Ala Nilo Coelho, no plenário 2, do Senado, em Brasília (DF).

Saiba mais da audiência aqui.

 

MP 905: SINAIT manifesta a secretário especial de Previdência e Trabalho preocupação com parecer

Dirigentes do SINAIT manifestaram ao secretário especial de Previdência e Trabalho, do Ministério da Economia, Bruno Bianco Leal, preocupações da Auditoria-Fiscal do Trabalho com o substitutivo apresentado à Medida Provisória – MP nº 905/2019. O relator, deputado Christino Aureo (PP-RJ), leu o parecer, no dia 19 de fevereiro, na Comissão Mista que analisa a matéria – o relatório é favorável à aprovação da MP, introduzindo alterações em seu conteúdo. O entendimento do SINAIT, a MP 905 promove uma profunda interferência na Fiscalização do Trabalho. O diálogo com o secretário especial ocorreu, no dia 20, em Brasília, e contou com a participação do secretário de Trabalho, Bruno Dalcolmo. O SINAIT foi representado pelo presidente, Carlos Silva, a vice-presidente Rosa Jorge e o diretor Bob Machado.

Saiba mais da reunião aqui.

 

Chacina de Unaí: TRF1 publica acórdão de embargos de declaração de mandante e intermediários

A 4ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região – TRF1 publicou, no dia 19 de fevereiro, no Diário Eletrônico da Justiça, o acórdão do julgamento realizado no dia 11 de fevereiro. Na semana passada foram examinados os Embargos de Declaração do mandante e intermediários da Chacina de Unaí. Os desembargadores acolheram parcialmente os embargos em razão de um erro na publicação do acórdão anterior. A decisão, entretanto, não modifica o resultado do julgamento e a condenação de Hugo Alves Pimenta, José Alberto de Castro e Norberto Mânica. Segundo a advogada Anamaria Prates, que acompanha o caso, agora a defesa tem 15 dias para apresentar recursos. Podem ser interpostos Recurso Especial ao Superior Tribunal de Justiça – STJ ou Recurso Extraordinário ao Supremo Tribunal Federal – STF.

Leia mais aqui.

 

Fonasefe: Jurídicos definem medidas contra declarações de Guedes e a reforma da Previdência

Departamentos Jurídicos das entidades que integram o Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais – Fonasefe definiram medidas a serem tomadas contra o ministro da Economia, Paulo Guedes, em razão de declarações em que comparou servidores públicos a parasitas. O grupo reuniu-se, no dia 14 de fevereiro, quando também estiveram em pauta ações contra a reforma da Previdência. Além do SINAIT, representado pelo diretor Marco Aurélio Gonsalves, participaram dirigentes e assessores do Andes/SN, Condsef, Fasubra, Fenajufe e Sinal.

Leia mais aqui.

 

Geap: SINAIT entra com ação coletiva contra reajustes abusivos nos planos de saúde

O SINAIT ajuizou ação coletiva contra os reajustes abusivos nos planos de saúde da Geap. A operadora reajustou o valor das contribuições em 12,54% em relação ao ano anterior pela Resolução GEAP/CONAD nº 438/2019. O processo tramita na 25ª Vara Cível de Brasília sob o número 0704486-17.2020.8.07.0001. Na ação, o SINAIT sugeriu como parâmetro para o reajuste o índice praticado para os planos de saúde individuais. Em 2019, o limite autorizado pela ANS foi de 7,35%. O índice aplicado pela Geap corresponde, portanto, a quase o dobro do limite aplicado aos planos individuais ou familiares.

Leia mais aqui.

 

25 anos do Grupo Móvel: SINAIT e Auditores-Fiscais constroem agenda comemorativa

Avança a organização de atividades que marcarão o aniversário, em maio, dos 25 anos de atuação do Grupo Especial de Fiscalização Móvel – GEFM, que faz o combate ao trabalho escravo no Brasil. No dia 20 de fevereiro ocorreu mais um encontro em Brasília, na sede do SINAIT, para definição das atividades comemorativas. A reunião contou com a participação do presidente do SINAIT, Carlos Silva, da vice-presidente da entidade, Rosa Maria Campos Jorge, e das diretoras Ana Palmira Camargo e Vera Jatobá, e dos Auditores-Fiscais do Trabalho Matheus Alves Viana e Marcelo Campos, da Divisão de Erradicação do Trabalho Escravo – Detrae, ligada à Subsecretaria de Inspeção do Trabalho – SIT. Os dirigentes do SINAIT e os representantes da SIT debateram agenda, programação e atividades que farão parte da semana comemorativa.

Leia mais aqui.

 

Érika Medina e Magno Riga levam a experiência brasileira no combate ao trabalho infantil e escravo a Moçambique

A missão técnica integrada por Auditores-Fiscais do Trabalho, nesta etapa em Moçambique, conta com a participação da Érika Medina e do Magno Riga. Eles participaram de oficinas e reuniões que fazem parte do Projeto Algodão com Trabalho Decente e apresentaram, esta semana, aos participantes do projeto a experiência brasileira no combate ao trabalho escravo e infantil. A atuação dos Auditores-Fiscais nas zonas rurais e a legislação trabalhista também está sendo tema de palestras.

Saiba mais da etapa do projeto em Moçambique aqui.

 

PE: Grupo Móvel resgata dez trabalhadores em obra pública de Olinda

Operação coordenada por Auditores-Fiscais do Trabalho integrantes do Grupo Especial de Fiscalização Móvel – GEFM de combate ao trabalho escravo, da Subsecretaria de Inspeção do Trabalho – SIT, levou ao resgate de dez trabalhadores submetidos a condições análogas à escravidão. Também participaram da ação fiscal, executada nos estados de Pernambuco e Alagoas entre os dias 31 de janeiro e 11 de fevereiro deste ano, procuradores do Ministério Público do Trabalho e do Ministério Público Federal, defensor público federal e policiais federais. Os trabalhadores, provenientes de Vitória de Santo Antão (PE), foram contratados para executar obras de pavimentação realizadas pela Prefeitura de Olinda, mas sem Carteiras de Trabalho assinadas.

Leia mais da operação aqui.

 

DS/RJ – Dirigentes participam do Seminário Novas Perspectivas da Legislação Trabalhista

Dirigentes da Delegacia do SINAIT do Rio de janeiro, Daniel Ferreira e Pedro Paulo Martins, participaram do seminário “Novas Perspectivas da Legislação Trabalhista”, realizado na sede do Crea-RJ, de 11 a 14 de fevereiro.

Ao todo foram quatro dias de evento e 15 palestras, com mesas de discussão, apresentações de artigos e debates sobre as novas diretrizes de segurança e saúde no trabalho.

Leia mais aqui