13 Abr

SP: Fiscalização encontra mais de cem trabalhadores sem registro no plantio de cana-de-açúcar no interior do estado

Publicada em: 13/04/2022

*Com informações do jornal Folha da Região.

Auditores-Fiscais do Trabalho da Superintendência Regional do Trabalho de São Paulo (SRT/SP) encontraram mais de cem trabalhadores sem registro em carteira no plantio de cana-de-açúcar, em propriedades no interior do estado, que fornecem a planta para usinas na região. A ação fiscal ocorreu de 4 a 8 de abril, alcançando nove empreendimentos nos municípios de Avanhandava, Penápolis, Santo Antônio do Aracanguá, Suzanópolis e Valparaíso, região de Araçatuba.

Além da falta de registro, a fiscalização constatou mais de 60 outras irregularidades trabalhistas, como a falta de equipamentos de proteção individual, o não fornecimento de ferramentas, e a ausência de instalações sanitárias e de local para refeições. “O número de trabalhadores sem registro encontrado nesta ação foi muito elevado, o que chamou bastante a nossa atenção”, afirmou o Auditor-Fiscal do Trabalho Fernando da Silva, coordenador do projeto de fiscalização rural do estado de São Paulo, que participou da ação fiscal.

Em razão de violações que representavam grave e iminente risco à vida e à integridade física dos trabalhadores, os Auditores também interditaram equipamentos. Havia, por exemplo, trabalhadores em atividade posicionados sobre a carga de cana-de-açúcar na carroceria de caminhões em movimento, enquanto os veículos transitavam pela área de plantio.

Para Antonio Carlos Avancini, Auditor-Fiscal do Trabalho que atua em fiscalizações rurais há mais de 20 anos e que também participou da operação, os resultados foram inesperados. “Não pensávamos em encontrar tanto retrocesso, com esse alto nível de informalidade e de desrespeito aos preceitos mais básicos das normas de segurança e saúde do trabalhador na cultura de cana-de-açúcar em São Paulo. Em algumas frentes de trabalho não havia sequer um trabalhador formalizado”, relatou.