06 Mai

Goiás – Nota conjunta do MPF, MPT e SRT defende a necessidade de interdição do Hospital Materno Infantil

Publicada em: 06/05/2019

Por Andrea Bochi

Edição: Nilza Murari 

Nota assinada pela Superintendência Regional do Trabalho em Goiás – SRT/GO, Ministérios Público Federal e do Trabalho reafirma a necessidade de interdição do Hospital Materno Infantil – HMI. As instituições ressaltam que o ato foi resultado de quatro meses de minuciosa fiscalização – relembre o caso aqui

Em relação à suspensão da interdição, determinada na última sexta-feira, 3 de maio, a Nota informa que as instituições deverão tomar as medidas cabíveis junto à Justiça do Trabalho. 

As três instituições defendem ainda que não houve intenção alguma de promoção midiática, política ou ideológica na interdição e repudia qualquer associação a este tipo de atitude, que pretendem somente desvirtuar a atenção da sociedade para o real problema gerado pelo descaso do poder público. A Nota taxa ainda de “caótica”, a situação encontrada no Hospital. 

Confira aqui o inteiro teor da Nota.