31 Mar

GO: Auditoria-Fiscal do Trabalho encerra atividades dedicadas ao trabalho da mulher com duas lives

Publicada em: 31/03/2023

No total, foram cinco atividades, uma presencial e quatro lives. Em todas a fiscalização do trabalho divulgou os canais de denúncias contra assédios

Por Lourdes Marinho

A Auditoria-Fiscal do Trabalho da Superintendência Regional do Trabalho de Goiás – SRT/GO encerrou esta semana as atividades dedicadas ao trabalho da mulher, no mês de março, com duas lives: uma na Federação das Indústrias do Estado de Goiás, voltada para o transporte de carga e de passageiros, e a outra na Plataforma da Secretaria de Estado de Saúde, para todos os estabelecimentos de saúde e outros gestores públicos e privados. Pela saúde, participaram as trabalhadoras e os trabalhadores da alta gestão, que irão replicar para os demais estabelecimentos de saúde no estado.

“Esta última teve o link compartilhado para todas os estabelecimentos de saúde do estado de Goiás e demais CNPJ, já que são temas que alcançam todas as trabalhadoras e trabalhadores dos diversos segmentos econômicos”, informou a Auditora-Fiscal do Trabalho e coordenadora das Auditorias Fiscais do Trabalho nos Estabelecimentos de Saúde da SRT/GO, Jacqueline Carrijo. Veja a live aqui.

No total, a Auditoria-Fiscal do Trabalho de Goiás fez cinco atividades no mês de março, uma presencial e quatro lives, dedicadas ao trabalho da mulher. A primeira foi um evento na federação dos trabalhadores assalariados rurais, as demais foram lives para trabalhadoras e trabalhadores dos setores de transportes, sucroalcooleiro, construção civil e saúde.  

Assédio e canais de denúncias

“Em todas as lives nós divulgamos os canais de denúncias contra assédios”, informou a Auditora-Fiscal do Trabalho.

Denúncias trabalhistas em geral podem ser feitas pelo Canal de denúncias da Secretaria de Inspeção do Trabalho – SIT:  https://denuncia.sit.trabalho.gov.br/. São precisos dados pessoais e login no gov.br.

Carrijo lembra que é necessário também a divulgação do canal para denúncias de trabalho infantil, uma vez que crianças e adolescentes também são vítimas de assédio.  Neste caso, as denúncias devem ser feitas pelo Sistema Ipê Trabalho Infantil:  http://ipetrabalhoinfantil.trabalho.gov.br/.

O assédio moral é toda conduta abusiva que se repete de forma sistemática, atingindo a dignidade ou integridade psíquica ou física de um trabalhador.

O assédio sexual é toda conduta de natureza sexual, manifestada fisicamente, por palavras, gestos ou outros meios, propostas ou impostas a pessoas contra sua vontade, causando-lhe constrangimento e violando a sua liberdade sexual. Viola a dignidade da pessoa humana e os direitos fundamentais da vítima.