11 Jul

LDO: Sinait e entidades sindicais continuam a luta pela retirada de cortes do orçamento no Congresso Nacional

Publicada em: 11/07/2018

Por Solange Nunes

Edição: Nilza Murari

Os dirigentes do Sinait, Carlos Silva, Ana Palmira Arruda, Alberlita Maria, Marco Aurélio Gonsalves e Sebastião de Abreu Neto e integrantes de mais de 95 entidades do serviço público estiveram nas lideranças e comissões da Câmara e do Senado, nesta manhã de quarta-feira, 11 de julho, em Brasília (DF). O esforço concentrado visa sensibilizar os parlamentares sobre a importância de retirar os cortes propostos na Lei de Diretrizes Orçamentárias – LDO para 2019 do Projeto de Lei - PLN 2/2018. No entendimento dos sindicalistas, os cortes vão paralisar a prestação de serviços públicos em todo o país.

A matéria está prevista para ser votada na Comissão Mista de Orçamento - CMO na sessão prevista para as 14 horas. No plenário a sessão está marcada para as 18 horas. Para retirar os artigos que prejudicam os cidadãos brasileiros, as representações sindicais realizaram intenso trabalho parlamentar nesta manhã na Câmara e no Senado.

De acordo com Carlos Silva, a pressão sobre senadores, deputados e líderes do Congresso Nacional, é fundamental para demonstrar aos parlamentares que as entidades não vão aceitar os cortes propostos na LDO para 2019, colocados no relatório pelo senador Dalírio Beber (PSDB/SC).

As entidades conversaram com o Líder do PDT na Câmara, deputado federal Dagoberto Nogueira. Ele disse que vota com o trabalhador. Confirmaram apoio ainda os deputados federais Erika Kokay (PT/DF) e Weliton Prado (PROS/MG).  

Os representantes das entidades reforçaram ainda o pleito com os assessores da Liderança do Governo no Congresso Nacional, Sílvio Avelino, e na Liderança do Governo na Câmara, Alexandra Bitencourt, respectivamente, dos gabinetes dos líderes André Moura (PSC/SE) e Aguinaldo Ribeiro (PP/PB). Também conversaram com o senador Romero Jucá (MDB/RR).

O trabalho parlamentar continua no período da tarde.​