06 Dez

GO: Servidores atuam em trabalho parlamentar na Assembleia Legislativa

Publicada em: 06/12/2017

Grupo que esteve na casa legislativa reunia Auditores-Fiscais do Trabalho e Policiais Rodoviários Federais e denunciou ataques aos servidores e ao serviço público federal

Por Dâmares Vaz

Edição: Nilza Murari

Auditores-Fiscais do Trabalho e Policiais Rodoviários Federais estiveram nesta terça-feira, 5 de dezembro, na Assembleia Legislativa de Goiás – Alego, em trabalho parlamentar conjunto, como parte de ações da Frente dos Servidores Públicos Federais (FSF) em prol do fortalecimento do serviço público. Os servidores, representantes da Delegacia Sindical do Sinait em Goiás – DS/GO, Associação dos Auditores Fiscais do Trabalho do Estado de Goiás – AAFITEGO e do Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais no Estado de Goiás – SINPRFGO, visitaram lideranças e parlamentares de variados partidos.

O grupo foi recebido pelo líder do Governo, o parlamentar Francisco Oliveira (PSDB), e pelo deputado Lissauer Vieira, líder do PSB. Na conversa, os integrantes da FSF expressaram revolta e indignação em relação aos ataques reiterados do Governo Federal aos servidores públicos, além de pedirem aos deputados para que levem aos pares de partido na esfera federal a decisão das categorias de não votarem em quem destrói o serviço público e desmoraliza os servidores. As duas lideranças assumiram o compromisso de levar a mensagem à bancada de seus partidos na Câmara dos Deputados e no Senado Federal.

Também foram visitados os gabinetes dos deputados Adriana Accorsi (PT), Carlos Antônio (PSDB), Claudio Meirelles (PR), Gustavo Sebba (PSDB), Helio de Sousa (PSDB), Jean Carlo (PHS), Jeferson Rodrigues (PRB), José Nelto (PMDB), José Vitti (PSDB), Lívio Luciano (PMDB), Luis Cesar Bueno (PT) e Sérgio Bueno (PROS), onde conversaram com chefes de gabinete e secretários dos parlamentares. Além de divulgarem material sobre a FSF, os servidores deixaram a mesma mensagem com os assessores: todos os ataques que os servidores estão sofrendo não ficarão sem resposta nas urnas goianas.

A Frente

Atualmente, a FSF atua em 246 municípios para denunciar os políticos que estão votando contra o serviço público e os servidores públicos. Os objetivos do trabalho parlamentar permanente são, entre outros, mostrar a capacidade de mobilização das categorias e denunciar à sociedade brasileira quem está por trás do desmonte do serviço público federal, além de reforçar que os servidores da União não votarão em parlamentares que atuam para desmoralizar os servidores públicos federais e para destruir o serviço público.

As entidades integrantes da FSF reuniram-se nesta quarta-feira, 6 de dezembro, para tratar da mobilização conjunta que será realizada em Brasília no dia 11 de dezembro.

Participaram do trabalho parlamentar dessa semana os Auditores-Fiscais do Trabalho Rogério Silva Araújo, que também é presidente da AAFITEGO, Jacqueline Carrijo, Lívia Caldas, Katleen Marla Pires de Lima e Andrea Curado Fênix, e os Policiais Rodoviários Federais Paulo Afonso da Silva, presidente do SNPRFGO, e Kênia de Oliveira Silva.

*Com informações da DS/GO.