12 Abr

Mosap debate estratégias para distribuição de Manifesto dos Servidores Públicos Aposentados e Pensionistas

Publicada em: 12/04/2022

Documento já foi enviado para presidentes e lideranças da Câmara e do Senado, presidentes de partidos, demais deputados e senadores

Por Lourdes Marinho
Edição: Andrea Bochi 

O envio do Manifesto Nacional dos Servidores Públicos Aposentados e Pensionistas à classe política, aos trabalhadores e à sociedade em geral foi discutido pelo Instituto Mosap - Movimento dos Servidores Públicos Aposentados e Pensionistas em reunião nesta terça-feira, 12 de abril. O SINAIT foi representado pelos diretores Marco Aurélio Gonsalves e Benvindo Coutinho.

O Mosap está fazendo contato com os presidenciáveis para a entrega do manifesto. O Instituo já enviou o documento para presidentes e lideranças da Câmara e do Senado, presidentes de partidos, demais deputados e senadores. Também para todas as entidades ligadas ao Mosap, especialmente as mantenedoras.

O documento registra as perdas salariais dos aposentados e pensionistas, reivindica a extinção da contribuição previdenciária obrigatória e o retorno da paridade para aposentados e pensionistas. Pode ser conferido no site e redes sociais do Mosap. O SINAIT assina o manifesto.

O presidente do Mosap, Edison Haubert, informou que o chefe de gabinete da presidência do Senado encaminhou o manifesto aos órgãos de discussão da Casa. “O documento está produzindo o efeito que a gente quer, levando as nossas questões e mostrando que nós aposentados e pensionistas estamos atentos e reconhecendo as nossas reivindicações e nossas causas. ...Fazendo com que a sociedade como um todo possa tomar conhecimento dele”, avaliou.

O Movimento também enviará o manifesto para instituições públicas e privadas e também para as centrais sindicais, para que estas divulguem entre seus associados. 

Convite

Edison Haubert informou que estão enviando carta convidando as entidades que já foram ligadas ao Mosap para retornarem ao Movimento. Até agora, 181 entidades foram identificadas. “Muitas estão retornando, como o Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro – Sindjustiça/RJ que se filiou novamente no dia 7 de abril”, destacou.

Durante a reunião desta terça-feira, foi sugerida a realização de encontro nacional do Mosap na Câmara dos Deputados, bem como encontros regionais de entidades afiliadas e das que pretendem retornar ao Movimento.

Campanha sobre a importância do voto

Edison Haubert informou que o Mosap pretende fazer uma campanha educativa para chamar a atenção dos aposentados e dos jovens para a importância do voto. A campanha será por meio de novos vídeos e outras peças publicitárias sobre o tema, a exemplo de cards para as redes sociais, como Facebook, Instagram e Twitter.

Também com a impressão de cartilha com orientações sobre o voto para distribuir nas escolas de ensino médio. A cartilha trará informações sobre requisição do título de eleitor, o dia da votação/eleição, o que pode e o que não pode, entre outras informações. Afinal os jovens serão os servidores públicos aposentados de amanhã!

PEC 555/2006

Marco Aurélio informou que tem sido procurado por muitos representantes de   entidades para saber como está a votação da Proposta de Emenda à Constituição - PEC 555/2006, que acaba com a cobrança de contribuição previdenciária sobre os proventos dos servidores públicos aposentados (contribuição de inativos).

“Tenho informado que a PEC está pronta para ser votada, mas que o momento não é viável para colocá-la em votação”, disse o representante do SINAIT junto ao Mosap. 

O Movimento quer reativar o site sobre a PEC 555/2006, para isso conta com o apoio financeiro de suas afiliadas. Marco Aurélio informou que o Mosap pode contar com o apoio SINAIT em mais esta iniciativa.

A próxima reunião do Mosap está marcada para o dia 19 de maio, às 10h.