04 Set

Combate ao trabalho infantil e escravo são tratados em seminário e palestra em Manaus (AM)

Publicada em: 04/09/2019

Por Lourdes Marinho

Edição: Nilza Murari

A “Erradicação do Trabalho Infantil: Desafios e Perspectivas”, foi o tema tratado pela coordenadora regional do Projeto de Combate ao Trabalho Infantil do Rio Grande do Norte, a Auditora-Fiscal do Trabalho Marinalva Cardoso Dantas, no Seminário sobre Aprendizagem Profissional, no Tribunal Regional do Trabalho – TRT 11, em Manaus (AM), no dia 23 de agosto.

O evento também contou com a participação do coordenador regional do Projeto de Combate ao Trabalho Infantil no Amazonas, o Auditor-Fiscal do Trabalho Emerson Victor Hugo Costa de Sá, que atua no combate ao trabalho infantil junto ao Sistema Judiciário da região, e com o apoio da Delegacia Sindical do SINAIT no Amazonas . Além de vários especialistas de órgãos e entidades defensoras dos Direitos Humanos, como Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), Unicef e Ministério Público do Trabalho da 11ª Região.

Combate ao trabalho escravo

Marinalva também falou sobre o trabalho escravo em uma palestra na Faculdade La Salle, Manaus (AM). Disse que desde 1995, como pioneiros do Grupo Especial de Fiscalização Móvel, os Auditores-Fiscais do Trabalho atuam para combater o trabalho escravo e sabem que “a natureza também é degradada por seres humanos degradados que precisam de ajuda, os escravos”, disse a Auditora-Fiscal em referência aos incêndios na Floresta Amazônica.

Marinalva se valeu da oportunidade para reforçar a importância de formar parceria entre os órgãos de fiscalização, como o Instituto Brasileiro de Meio Ambiente – Ibama, para barrar crimes como o trabalho escravo e contra o meio ambiente. Sem isso, segundo ela, todos perdem e o trabalhador fica sem amparo.​